Maconha e Ansiedade: Por quê você está ansioso?

Maconha e Ansiedade: Por quê você está ansioso?

2 Por BoGel

Estima-se que os transtornos de ansiedade afetem 18% da população mundial e custem mais de R$ 1 trilhão por ano, na tentativa de aliviar os sintomas e o sofrimento. Muitos pacientes que sofrem de ansiedade preferem a maconha à medicamentos receitados, pois é um medicamento de crescimento rápido, de ação biológica e natural, sem os efeitos colaterais indesejados de muitos medicamentos prescritos.

A maconha é tão eficaz no alívio da ansiedade que não é surpresa que 44% dos americanos (onde ela é legalizada) com 12 anos ou mais tenham relatado ter experimentado maconha para a ansiedade. No entanto, a Associação Médica Americana nega qualquer evidência do valor medicinal da Cannabis, apesar de sua popularidade nesse meio, e por décadas defendeu uma controversa pílula sintética de THC que tem muitos efeitos colaterais indesejados, incluindo a própria ansiedade!

A maconha, no entanto, tem sido usada por médicos da Índia, Ásia, Oriente Médio e África para o alívio da dor, depressão, estresse e até mesmo para o parto, há mais de 400 anos. A maconha era usada nos Estados Unidos no século XVIII para náusea causada por raiva, cólera, tétano, doenças de pele e venéreas antes que a proibição da mesma começasse na década de 1930. No Brasil era usada por escravos antes de sua total proibição.

A Cannabis começou a dar um grande retorno médico em 2009, quando os Irmãos Stanley começaram a cultivar novas mudas de maconha, que salvaram incontáveis ​​vidas de crianças, começando com a de Charlotte Figi (em outro post conto a história detalhada dessa menina) , que curou miraculosamente mais de 300 ataques epilépticos semanais usando maconha.

charlotte figi

Charlotte Figi.

A maconha e a ansiedade têm um relacionamento químico um pouco complicado. Este post irá ajudar você a entender como o sistema de receptores naturais de maconha no seu corpo e seu sistema endocanabinóide, regula a ansiedade. Este post também irá explicar como os dois principais ingredientes da maconha, THC e CBD,  afeta a ansiedade através do seu sistema endocanabinóide. Também mostro algumas variações específicas já testadas para algumas das formas mais comuns de ansiedade!

 

THC e ansiedade

O THC pode fazer você se sentir eufórico ou paranóico a ponto de se sentir fisicamente doente, isso porque ativa as áreas da amígdala do cérebro (sim, ela existe!) . A área da amígdala, localizada no lado direito do cérebro está associada a emoções negativas e condicionamento ao medo. Pesquisas mostram que o lado esquerdo da amígdala pode estar associado a emoções negativas, positivas, agradáveis ​​ou felizes quando estimuladas com eletricidade. Os dois hemisférios da amígdala trabalham juntos para processar e recordar emoções.

amígdala do cérebro

Esse pontinho rosa é a amígdala do cérebro

Isso nos ajuda a entender como o estímulo da amígdala com certas variedades de Cannabis pode funcionar muito bem ou muito mal em termos de aliviar ansiedades específicas de diferentes tipos de pessoas. O THC, para resumir, é ótimo para estimular a euforia e o prazer na amígdala dos pacientes com câncer e AIDS, no entanto, o THC não é o medicamento apropriado para a ansiedade.

O objetivo da terapia da maconha é obter o tipo certo de canabinóides para os sintomas específicos de cada paciente e o estado desejado de bem-estar.

CBD e ansiedade

cbd

Fórmula química do canabidiol (não que você ligue pra isso).

A maioria dos tipos de Cannabis foram feitas para ter alto teor de THC até que os Irmãos Stanley começaram a cultivar plantas ricas em CBD, pois os efeitos eufóricos do THC vendem mais no mercado negro, e pelo THC ser eficaz no tratamento da dor dos transtornos de saúde mais eminentes, como câncer ou AIDS. O CBD, ou o canabidiol, não são psicoativos, o que significa que você não fica “louco”. O CBD ajuda a moderar os efeitos de ansiendade da maconha para novos usuários com baixas tolerâncias ao THC, o que nos ajuda a entender por que o CBD é ideal para reduzir e eliminar várias formas de ansiedade.

Um importante estudo demonstra como os tratamentos da CBD reduzem a ansiedade e ajudam as pessoas a pensar com mais clareza ao falar com outras pessoas.

 

A composição química do seu sistema de êxtase interior

Nossos corpos naturalmente produzem sua própria versão de THC chamada anandamida que é derivada da palavra felicidade, porque é isso que você sente quando o THC natural de seu corpo se liga aos seus receptores de Cannabis internos, também conhecidos como sistema endocanabinóide. Cada um de nós naturalmente produz anandamida. No entanto, aqueles que têm menos ácido graxo ou FAAH, têm mais “suco de êxtase” (me vê dois, sem gelo!) em seus cérebros, pois o FAAH desativa a anandamide, assim como o CBD neutraliza o THC.

Anandamida agindo no Snoop Dogg.

Estudos mostraram que camundongos com menos FAAH tinham maior conectividade entre o córtex pré-frontal, o centro de controle executivo do cérebro e a amígdala, dando a esses camundongos maior controle emocional e menor ansiedade. Portanto, é menos provável que pessoas com menos FAAH apreciem certas plantas de maconha com alto teor de THC, já que elas desfrutam de uma euforia natural da anandamida. É por isso que o Professor de Psicologia Clínica, Richard Friedman, erroneamente argumenta que a Cannabis supera os receptores endocanabinóides do cérebro e que precisamos de uma droga que possa estimular a anandamida.

No entanto, o professor  não demonstrou uma compreensão adequada da ciência do CBD, o que de fato ajuda na produção natural de anandamida suprimindo o FAAH.

 

Você precisa do CBD se ainda estiver paranoico com a maconha!

Cara, cadê meu carro?

Lembra quando falamos sobre a alegação controversa de que a maconha pode afetar a perda de memória? Não haveria filmes como “Cheech and Chong” ou “Cara, Cadê Meu Carro” sem a relação entre THC e problemas de memória à curto prazo (quem nunca?). O THC, no entanto, não leva à perda de memórias existentes, apesar de toda a fama. Então não esqueça, o THC faz você esquecer o que acabou de conversar com seu amigo, mas não faz você esquecer o nome da sua mãe.

Valerie Curran, uma psicofarmacologista da Universidade de Londres, afirmou que o estudo do CBD poderia nos ajudar a entender a mecânica da formação da memória e como tratar distúrbios que envolvem déficits de memória. A pesquisa também sugere que o sistema endocanabinóide está relacionado com a perda de memórias dolorosas e com o medo, tornando o TCC (não o da faculdade, as terapias cognitivo-comportamentais) potencialmente ideal para o tratamento do Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Maconha rica em CBD também está provando ser um tratamento eficaz como uma droga antipsicótica para a esquizofrenia.

Longe de destruir as células cerebrais, tanto o THC quanto o CBD estão desempenhando papéis importantes no crescimento ou na neurogênese das células cerebrais.

 

Sugestões de maconha para suas necessidades

“Muito ou pouco THC, senhor?”

Uma pesquisa sugere que o THC criará ansiedade quando um certo nível do mesmo for atingido. Cada indivíduo tem seu próprio nível de THC único que pode ser difícil de prever quando se é um novo usuário de maconha. É por isso que começar com plantas de alto teor de CBD é recomendado se você quiser tratar transtornos de ansiedade com maconha.

 

CBD: Conclusão sobre a maconha e ansiedade

Então, agora você está se sentindo mais calmo sobre o uso de maconha para conter sua ansiedade? Apenas lembre-se, as pessoas têm usado maconha para tratar a ansiedade por séculos antes que a proibição das drogas começasse, no início dos anos 1900. Nossas ansiedades têm tudo a ver com desequilíbrios em nossos sistemas endocanabinóides.

“Não deixe de ler nosso artigo sobre o uso da cannabis no tratamento de câncer.”

Nossos sistemas endocanabinóides são projetados para receber anandamida que naturalmente produz a mesma felicidade eufórica interna que o THC, que é mais eficaz para a dor física do que a dor emocional. Pessoas com níveis mais elevados de anandamida em seus cérebros são menos propensos a desfrutar do THC sem sentir ansiedade.

Níveis mais baixos de anandamida nos sistemas endocanabinóides das pessoas são devido a níveis mais altos de FAAH, que interrompem a anandamida. No entanto, o CBD “aperta” a FAAH da mesma maneira que aperta os sintomas ansiosos associados ao THC, permitindo que você sinta níveis naturais mais altos de anandamida, e é por isso que você deve fumar ou ingerir maconha com um alto nível de CBD se quiser tratar a ansiedade com a “ganjaterapia”.

Ficou com alguma dúvida sobre a relação da maconha e ansiedade? Manda aí nos comentários que a gente te responde rapidinho! Tem alguma outra doença que queira saber mais sobre o tratamento com maconha? Manda pra cá também! Abraços e BOTE ESSE!

 

Summary